É o tipo mais frequente de glaucoma. Caracteriza-se pelo ângulo da câmara anterior aberto e de aparência normal, sem alterações oculares ou sistêmicas aparentes que possam causar o aumento da pressão intra-ocular, assim como pelo dano típico na cabeça do nervo óptico ou alteração do campo visual compatível com glaucoma.

Pode ocorrer nas formas aguda, subaguda e crônica

Forma aguda

No glaucoma por fechamento angular agudo, os sintomas surgem de forma abrupta e intensa e são: dor ocular importante, visão borrada e olho vermelho. O paciente pode apresentar também náuseas e vômitos.

Frequentemente com origem genética, ocorre quando uma anormalidade no desenvolvimento da câmara anterior leva à obstrução na drenagem do humor aquoso (líquido que preenche o nosso olho), levando a um aumento da pressão ocular.

O aumento da pressão ocular ocorre após doenças inflamatórias, catarata avançada, alterações dos pigmentos naturalmente existentes dentro dos olhos, hemorragia e obstrução de vasos intra-oculares.

Conheça os hábitos que podem agravar o glaucoma